escritório

Henrique Reinach e Mauricio Mendonça criaram a Reinach Mendonça Arquitetos Associados em 1987. A arquitetura desenvolvida por Henrique e Mauricio sempre se pautou pelo respeito à forma, à luz e ao conforto. Um controle adequado aos cheios e vazios, resulta no bom aproveitamento da luz do sol, bem como no correto controle de temperatura. Com uma linguagem contemporânea é dada sempre grande atenção às circulações e aberturas externas, criando espaços agradáveis de ver, estar e caminhar.
Durante os primeiros 15 anos o escritório administrou e construiu muitas de suas próprias obras, conseguindo desta forma obter um domínio concreto sobre o canteiro de obras e custos de construção. Paralelamente sempre desenvolveu o desenho de mobiliários fixos e soltos que complementam sua arquitetura.
Em 1993 receberam o primeiro prêmio na categoria jovens arquitetos pelo IAB/SP e no mesmo ano foram destaque na Segunda Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo e Bienal Internacional de Quito. Nos anos de 1996, 2000, 2002, 2003, 2004, 2006 e 2008 receberam prêmios e menções honrosas pela AsBEA (Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura) e IAB-SP (Instituto de Arquitetos do Brasil) por suas obras construídas.
Em 1999 participaram da exposição Brazil Still Builds da Architectural Association, Londres. Em 2005 e 2009 proferiram palestra na Bienal de Buenos Aires, tendo recebido ainda em 2006 o 1° prêmio da Bienal de Arquitetura de Brasília.
Obras do escritório vêm sendo publicadas em inúmeras revistas nacionais, sendo que publicações internacionais tais como Abitare-Italia, Escala-Colombia, Architectural Digest-Italy e Nox-Espanha destacam estas mesmas obras no exterior. Foram capa dos livros “Private Rio” da Editora Rizzoli, NY e “Casas de vidro” da Editora Monsa, Espanha. Projeto premiado em 1999 foi ainda publicado no AWA – Award Winning Architecture Internacional Yearbook. Em 2008 a publicação “1000x Architecture of the Americas” da Editora Braun, Alemanha, destacou 3 dos projetos do escritório entre os 1000 projetos recentes mais significativos das Américas.
Desde 2001 o escritório possui sede própria em projeto premiado pelo IAB/SP em 2002, tendo sido escolhido em 2003 o “ESCRITÓRIO DO ANO – destaque nacional” pela premiação anual da AsBEA.